DIASTEMAS, O QUE FAZER?

             Diastema é um espaço extra que se forma entre um ou mais dentes. É uma condição mais comum nos dentes frontais superiores, mas também pode aparecer nos demais dentes. Embora não seja necessariamente um problema de saúde bucal, pode trazer algum incômodo estético, especialmente quando o espaçamento é excessivo.

O aparecimento de um diastema pode ser explicado por várias razões diferentes das principais, destacam-se as seguintes:

  • A queda dos dentes de leite: muitas crianças têm diastema como resultado da queda dos dentes de leite, mas, na maior parte dos casos, os espaços fecham-se quando os dentes permanentes começam a crescer.
  • A falta de dentes e os dentes desproporcionais: por vezes existem dentes que estão em falta ou são assimétricos e isso pode provocar o desenvolvimento de um ligeiro espaço entre os dentes restantes. Esta situação acontece com mais frequência com a falta ou má formação dos incisivos laterais superiores que fazem com que os incisivos centrais superiores desenvolvam um ligeiro espaço entre eles.
  • Anormalidade do freio labial: O freio labial é o pedaço de tecido que se estende desde o interior do lábio superior até às gengivas e que está acima dos dois dentes frontais. Em algumas situações, o freio labial continua a crescer e passa entre os dois incisivos centrais superiores, o que bloqueia o fechar natural do espaço entre estes dois dentes.
  • O chupar do polegar: os maus hábitos também são responsáveis pela formação de espaços entre os dentes. Por exemplo, o chupar do polegar tem tendência a puxar os dentes frontais para a frente e isso dá origem a falhas e espaços entre eles.
  • A pressão da língua: os espaços ou falhas entre os dentes podem ser desenvolvidos através de um reflexo incorreto no ato de engolir. Para a maioria das pessoas, a língua pressiona a parte de cima da boca (palato) durante o ato de engolir alimentos ou saliva. No entanto, algumas pessoas desenvolvem um reflexo diferente, conhecido como o empurrão da língua. Ao engolir, a língua é pressionada contra os dentes frontais e com o passar do tempo a pressão vai fazer com que os dentes frontais sejam empurrados para a frente. Este ato pode causar espaços entre dentes.
  • As doenças gengivais: a gengivite e a periodontite são infecções bacterianas que resultam na perda do osso que suporta os dentes. Nas pessoas que perderam muito osso, os dentes têm tendência a ficarem fracos e soltos e isso faz com que apareçam falhas entre eles.

Tratamentos utilizados para corrigir o espaço entre os dentes:

1. Fechamento de diastema com resina:

  • A resina composta é um material ideal para restaurar o fechamento de diastemas. É um material altamente polível, de longa duração e imita a estrutura natural dos dentes.
  • Considerado um procedimento minimamente invasivo e econômico, a colagem de resina composta nos dentes é uma demanda constante na odontologia estética.

Solicitar Agendamento

Para solicitar um agendamento, basta preencher o formulário ao lado informando seus dados ou entre em contato conosco através dos telefones:

(45) 3253-1622 - (45) 99942-8207 

2. Fechamendo de Diastema com laminados cerâmicos

  • É uma faceta ultrafina (0,2mm) confeccionada em porcelana, material altamente resistente e de aparência muito próxima aos dentes naturais. As lentes são projetadas com formato personalizado para cada paciente, que também pode escolher a tonalidade junto com o dentista. O tratamento é simples, em alguns casos podendo ser realizado até mesmo em 1 dia.
  • A aplicação consiste na colagem da lente no dente natural, fechando os espaços extras entre os dentes. Os dentes do paciente não sofrem desgaste para receber a aplicação e essa técnica não traz nenhum risco ao paciente e aos dentes naturais.
  • É fundamental certificar-se da qualidade do trabalho desses profissionais, já que os mínimos detalhes nessas peças em porcelana tão delicadas fazem toda a diferença.

3. Outros tratamentos para correção do diastema

  • A instalação de aparelhos dentários: os aparelhos dentários são colocados para corrigir o espaço existente entre dentes. Na maioria das vezes, independentemente do local onde se situe o diastema, é necessário utilizar um conjunto de aparelhos ortodônticos - nos dentes superiores e inferiores. Isto acontece, porque o movimentar de um dente pode afetar a boca inteira.

Se o freio labial está a causar a falha, o freio pode ser reduzido através de cirurgia oral, chamada de frenectomia , e no caso do paciente optar pelo tratamento ortodôntico para o fechamento do diastema , o freio deverá ser removido antes ou logo após a instalação do aparelho.